Trabalhadores de diversas categorias profissionais devem aderir à greve geral, marcada para amanhã (14), contra a reforma da Previdência e os retrocessos econômicos e sociais promovidos pelo atual governo.

Segundo informações de todo o país, bancários, professores, metalúrgicos, trabalhadores da Educação, estudantes e docentes de universidades federais e estaduais, trabalhadores da saúde, de água e esgoto, dos Correios, da Justiça Federal, químicos e rurais, portuários, agricultores familiares, motoristas, cobradores, caminhoneiros, eletricitários, urbanitários, vigilantes, servidores públicos estaduais e federais, petroleiros, enfermeiros, metroviários, motoristas de ônibus, previdenciários e moradores de ocupações por todo o Brasil vão protestar contra a reforma da Previdência, contra os cortes na educação e por mais empregos.

O Sindicato dos Comerciários não terá atendimento ao público em sua sede, porque estará representando os trabalhadores no movimento, que tem ato previsto para a manhã desta sexta feira, na Praça da Escola Normal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *